7 validações essenciais para aumentar a qualidade e confiabilidade de sistemas web

Imagem de capa do post 7 validações essenciais para aumentar a qualidade e confiabilidade de sistemas web

Através da web é possível navegar em sites, portais, acessar notícias, realizar compras, estabelecer comunicação com outras pessoas por meio das redes sociais, assistir vídeos, ouvir músicas, além de muitas outras atividades. Para que essas interações sejam agradáveis, seguras e bem-sucedidas, torna-se necessário que aplicações deste tipo passem por diversas avaliações de qualidade para evitar possíveis problemas.

Nesse sentido, este post apresenta 7 tipos de validações essenciais para construir sistemas web de maneira controlada, segura e com a confiabilidade esperada pelos envolvidos no processo de desenvolvimento, além é claro, dos clientes e consumidores. Acompanhe a seguir!

Validação Funcional

Existem várias técnicas para avaliar as funcionalidades de um sistema, dentre elas, o teste funcional. Esse tipo de teste também é conhecido como “caixa preta” por desconsiderar a estrutura interna (código fonte) dos programas e basear-se na especificação para realizar o seu planejamento e execução.

Assim dizendo, esta aferição tem como propósito fundamental verificar se o sistema está correto “funcionalmente” e de acordo com os seus requisitos, garantindo que este funcione de maneira adequada e de acordo com suas especificações, podendo esta validação ser realizada tanto de forma manual quanto automatizada.

Adicionalmente, para realizar entregas com a Qualidade esperada, além de identificar não conformidades e melhorias através do teste funcional, busque também garantir que o sistema está implementando corretamente as suas regras de negócio.

Análise de Desempenho

Testes de desempenho submetem as aplicações a volumes de operações pré-determinadas e monitoradas por um determinado tempo para analisar o seu comportamento o mais próximo possível de uma situação real. Tais circunstâncias servem para averiguar alguns fatores como:

  • Tempo de resposta;
  • Capacidade de carga;
  • Disponibilidade em picos de demanda;
  • Gargalos que causam lentidão;
  • Consumo de banda, memória e outros recursos do servidor.

Fazer esse tipo de teste evita perda de eficiência e diminui prejuízos relacionados a falhas oriundas de instabilidade, escalabilidade, lentidão ou até mesmo inacessibilidade da aplicação web. Nesse contexto, é essencial elaborar testes para evitar queda de performance, desempenho insatisfatório devido a carga excessiva, tempo de resposta inadequada, além de outras complicações que causam insatisfação dos usuários finais.

Verificação de Segurança

A exigência por segurança nos sistemas e aplicativos web aumenta cada vez mais devido a constantes ataques sofridos pelas empresas. Por isso, as organizações devem contar com métodos que detectem e reduzem a quantidade de vulnerabilidade em seus produtos, garantindo mais confiabilidade, privacidade e controle de acesso aos dados. Abaixo, listamos alguns exemplos de vulnerabilidades de segurança críticas em aplicações WEB segundo a OWASP Foundation:

  • Cross Site Scripting;
  • SQL injection;
  • Cross Site Request Forgery (CSRF);
  • Vazamento de Informações;
  • Tratamento de erros inapropriado;
  • Furo de Autenticação e Gerência de Sessão;
  • Comunicações Inseguras.

A execução de testes de segurança restringe a possibilidade de um software ser liberado para o usuário final com defeitos que são capazes de acarretar danos financeiros, divulgação de dados sigilosos, exploração de vulnerabilidades críticas e outras questões relacionadas a confiança e integridade do sistema.

Validação de Compatibilidade

Avaliar a compatibilidade é importante para evitar que erros ocorram em situações específicas oriundas de diferentes tipos de navegadores como Google Chrome, Mozilla Firefox, Microsoft EDGE, Safari, Opera etc. Esse tipo de avaliação muitas vezes não é realizado pelas empresas gerando inconsistências na aplicação, insatisfação dos usuários e danos às operações de negócio, uma vez que uma funcionalidade que é executada perfeitamente em um navegador pode não funcionar em outro.

Portanto, dedicar esforços para garantir o correto funcionamento da aplicação principalmente nos browsers mais utilizados pelos usuários, já garante uma confiabilidade considerável e, nessa conjuntura, testes paralelos são muito eficazes.

Avaliação de Usabilidade

A avaliação de usabilidade visa garantir que requisitos como (acesso, navegação, clareza de informações e facilidade de uso) estejam sendo cumpridos de acordo com às especificações do projeto, podendo ser feita por diversas ações que têm por finalidade examinar quão intuitivo é o uso de uma plataforma a partir do ponto de vista do usuário que acessa. Esse tipo de teste pode ser realizado por um grupo de pessoas (usuários, projetistas, designers, testadores, entre outros) que emitem opiniões a respeito da facilidade que tiveram (ou não tiveram) para utilizar a aplicação e, com base nas dificuldades encontradas, propor melhorias e correções relacionadas a usabilidade.

Logo, observar fatores relacionados com a experiência do usuário é primordial para evitar problemas de utilização, diagnosticar erros e preservar a imagem da empresa desenvolvedora.

Avaliação de Acessibilidade

A acessibilidade digital tem como principal objetivo facilitar o acesso de pessoas com deficiência aos ambientes virtuais permitindo a elas participar e interagir com autonomia em sistemas disponíveis na internet. Buscando romper as barreiras enfrentadas por essas pessoas, existem algumas medidas simples que as empresas podem adotar ao produzir conteúdos digitais:

  • Utilizar códigos simples;
  • Atentar-se a hierarquia das informações;
  • Legendar vídeos;
  • Converter textos em áudio;
  • Inserir descrição em imagens;
  • Inserir audiodescrição em conteúdo de vídeo.

Deste modo, para prover uniformidade nas condições de acesso a todos os usuários às informações e serviços, é necessário prover a acessibilidade em sistemas web.

Validação de Integrações

Os testes de integração visam verificar se os módulos que fazem parte do sistema funcionam corretamente quando integrados. Isso é crucial para garantir o correto funcionamento da estrutura do software, além de evitar que erros relacionados à integração de componentes sejam detectados no ambiente de produção. Em aplicações web, faz-se necessário avaliar inclusive as integrações relativas à comunicação entre backend e frontend.

A busca pela excelência em termos de qualidade e confiabilidade vem sendo incorporada ao processo de desenvolvimento das empresas e sistemas web não devem ficar fora desse contexto devido a sua grande importância. Assim sendo, não deixe de realizar as validações citadas nesse texto as quais trazem inúmeros benefícios.

E claro, precisando de ajuda, conte sempre com a Testing Company para superar seus desafios na área de Qualidade de Software. Nós trabalhamos com estas e muitas outras validações na nossa Fábrica de Testes, construindo soluções personalizadas para a necessidade de cada empresa. Entre em contato conosco e fale gratuitamente com um especialista.

Compartilhar:
0 Comentários

Deixe seu comentário

Fale AGORA com um de nossos consultores

Comentário adicionado com sucesso