5 motivos para fazer teste e garantir a qualidade de software na sua organização

Imagem de capa do post 5 motivos para fazer teste e garantir a qualidade de software na sua organização

Você já se perguntou sobre a importância de realizar teste de software na sua organização? 

Teste de software tem por intuito encontrar defeitos, controlar a qualidade e garantir que os padrões estabelecidos estejam sendo atingidos no processo de desenvolvimento. Isso ajuda a verificar se: as expectativas do projeto estão sendo atendidas, o software está funcionando bem, as entregas estão com a qualidade esperada, o produto está em conformidade com seus requisitos, a aplicação atende as expectativas do cliente etc. Portanto, testes nos ajudam a garantir sistematicamente a qualidade do produto.

Mesmo assim se você ainda não tem certeza de que o processo de teste é fundamental, apresentaremos 5 motivos importantes para implementá-lo. Confira!

Identificar problemas no software

Obviamente, testar é uma das formas de controlar a qualidade de software visto que busca descobrir falhas preventivamente e corrigi-las antes que o produto seja entregue em produção. Assim sendo, é uma das maneiras de avaliar o comportamento do software e identificar seus principais problemas.

Diante disso, é necessário que a equipe conheça os principais tipos de testes que podem ser executados em uma aplicação para detectar o maior número de defeitos possível. Para que isso seja feito, entre os principais tipos de testes temos:

  • Teste de Unidade.
  • Teste de Funcionalidade.
  • Teste de Interface.
  • Testes de Experiência do Usuário.
  • Teste de Compatibilidade.
  • Teste de Integração.
  • Teste de Aceitação.
  • Teste de Regressão.
  • Teste de Usabilidade.
  • Teste de Performance.
  • Teste de Segurança.
  • Teste de APIs.

Desta forma, devem ser criados planos de testes para os diferentes níveis de validação: unidade, integração, sistema e aceitação. Ademais, podem ser utilizadas ferramentas para automatização dos testes nos projetos visando ganhar velocidade na execução das tarefas.

Manter a estabilidade do sistema

Contar com uma estratégia de teste apropriada e constante pode garantir que seu sistema opere de forma estável por um longo período mantendo a sua confiabilidade. Porém, é válido ressaltar que é difícil prever todas as partes do sistema que podem sofrer danos ao serem utilizadas. Deste modo, é recomendado que testes sejam realizados também nas manutenções efetuadas no software.

Uma das formas de garantir a estabilidade nesse contexto é a realização dos testes de regressão, os quais buscam detectar problemas causados em partes do sistema que estavam funcionando antes que modificações fossem feitas.

Nessa perspectiva, manter um processo para controle de versão e monitoramento dos defeitos identificados em cada ciclo de desenvolvimento contribui para a qualidade nas entregas.

Otimizar o trabalho colaborativo

Compartilhar o trabalho com outras pessoas é muito comum no desenvolvimento de software. Imagine que determinada alteração tenha afetado uma parte do código que um colega desenvolveu? Em tal caso, se o time tiver uma boa cobertura de testes, pode fornecer maior segurança e obter feedback rapidamente ao fazer alterações. É por isso que testes são imprescindíveis para certificar que o trabalho da equipe esteja sempre sendo validado.

Atingir as expectativas do cliente

Ao testar um sistema, precisamos averiguar se o software faz o que deve fazer de acordo com as expectativas do cliente e apurar se existem inconsistências que impedem o seu correto funcionamento. Essas verificações devem ser realizadas com base nos requisitos e critérios de aceitação da aplicação construída, os quais são idealizados, desenvolvidos, testados e finalmente entregues aos interessados. Logo, testar é uma das formas de garantir que as necessidades e expectativas do cliente estão sendo alcançadas.

Garantia de qualidade na entrega

A gestão de qualidade e os testes para o desenvolvimento de softwares, aplicativos, aplicações e sistemas são, muitas vezes, vistos como dispensáveis pelas empresas, mas muitas delas acabam tendo prejuízos ao perceberem as consequências de falhas ignoradas desde o início do projeto.

Assegurar a qualidade na entrega dos softwares consiste basicamente em, mas não se limitando a:

  • Identificar falhas no desenvolvimento;
  • Melhorar os processos constantemente;
  • Manter o sistema estável;
  • Fazer atualizações seguras através de testes manuais e automatizados;
  • Trabalhar de forma colaborativa e garantir a satisfação dos clientes.

É por isso que não cansamos de falar sobre a importância que esses cuidados têm para a conquista de bons resultados.

Quer saber como ajudamos nossos clientes na Gestão e Controle da Qualidade em projetos de Software?

Entre em contato conosco que certamente poderemos lhe ajudar.

Compartilhar:
0 Comentários

Deixe seu comentário

Fale AGORA com um de nossos consultores

Comentário adicionado com sucesso