Casos de Teste: Entenda a importância e porque são fundamentais para a área de QA

Imagem de capa do post Casos de Teste: Entenda a importância e porque são fundamentais para a área de QA

Casos de teste fazem parte do planejamento dos testes e servem como base principal para a validação de sistemas, pois descrevem o comportamento que o produto deve ter sob diversos fatores, permitindo averiguar se as funcionalidades estão corretas de acordo com parâmetros pré-estabelecidos. Comumente estes artefatos são criados a partir dos requisitos do software, sendo exibidos em formato de texto contendo uma sequência de passos para execução. Os resultados gerados através da sua efetuação são analisados e se o retorno estiver correto, o caso de teste passou, caso contrário falhou. 

As informações e indicadores obtidos deste processo, permitem documentar e avaliar cada fase da execução dos testes no projeto, além de propiciar uma visão completa da qualidade do software construído. Em metodologias de desenvolvimento mais “tradicionais”, normalmente o analista de testes é responsável por criar o plano de testes e, a partir disso, elaborar os casos de testes que são executados para validar cada funcionalidade da aplicação, ficando a cargo do testador a execução destes procedimentos. Em contextos mais “ágeis”, essa responsabilidade usualmente é dividida entre os demais membros do time, visto que este é um contexto de equipe multidisciplinar.

Feita essa introdução, vamos conhecer alguns aspectos acerca da relação e importância que casos de teste possuem com a área de QA.

Identificar bugs

Um dos principais intuitos ao se criar um caso de teste é que este, além de validar a funcionalidade desejada, possua grande probabilidade de revelar erros no sistema. Isso evita que muitas empresas tenham problemas e prejuízos ao perceberem as consequências dos defeitos identificados em seus produtos.

Nesse cenário, a gestão de testes em conjunto com gestão de defeitos, tem suma importância no processo de desenvolvimento de software, em razão de que unidas, conseguem garantir que as etapas dos testes sejam executadas e geridas satisfatoriamente, assim como os bugs detectados sejam evidenciados, registrados e devidamente corrigidos.

Automatizar testes

Casos de teste descrevem comportamentos a serem testados no software e os resultados esperados a partir dessa execução, a qual pode ser realizada tanto de forma manual quanto automatizada. Nesse sentido, implementar um processo automatizado de teste traz inúmeros benefícios e casos de teste podem servir como base para a construção dos scripts que irão compor as suítes de testes automáticos.

Realizar testes regressivos

Software tem como característica ser modificado frequentemente, sendo que tais mudanças ocorrem devido à necessidade de corrigir erros existentes ou adicionar novos recursos e funcionalidades ao produto. Teste de regressão é um tipo de validação utilizado justamente para verificar se mudanças realizadas causaram algum efeito colateral, ou seja, geraram um defeito na aplicação. 

Dada essa importância, não efetuar esse tipo de validação pode tornar a aplicação “não confiável” e predisposta a conter falhas. Assim sendo, este tipo de atividade pode ser praticada a partir dos casos de teste criados para o projeto, de modo que eles devem estar relacionados com a funcionalidade ou mudança produzida no sistema.

Validar regras de negócio

De modo geral, as regras de negócio de uma aplicação são disponibilizadas em um documento de especificação, o qual serve como base para a elaboração dos casos de teste. Dessa forma, deve ser criado ao menos um caso de teste para analisar o “caminho feliz” de cada regra de negócio, estendendo essa tarefa para averiguar o comportamento das exceções de cada diretriz do sistema.

Documentar sistemas

Geralmente quando o software sofre algum tipo de manutenção a sua documentação não é atualizada. Em situações como esta, casos de teste acabam se tornando uma espécie de “oráculo”, auxiliando os integrantes da equipe na busca por conhecimento. Para que isso ocorra, o desafio é escrever casos de teste que sejam de fácil leitura e entendimento para todos.

O principal aspecto nesse sentido é estabelecer padrões de escrita que contemplem o fluxo básico e exceções, listando os passos que o usuário efetua para executar a funcionalidade averiguada. O essencial para se ter êxito é evitar registrar informações desnecessárias e utilizar uma linguagem clara e objetiva.

Como foi abordado ao longo desse texto, o planejamento, criação e execução de casos de teste possui grande relevância no processo de desenvolvimento de software, uma vez que aplicando essa atividade, o analista de teste, testadores e demais envolvidos na área de QA são capazes de encontrar problemas que ocorrem desde as fases iniciais de especificação, até o produto ser colocado em produção.

Aqui na Testing Company trabalhamos com ferramentas que proporcionam agilidade e produtividade no planejamento e execução de testes, inclusive automatizados, além de contar com o QualiGO, uma plataforma própria que disponibilizamos para nossos clientes obterem um controle maior dos processos relacionados a gestão de testes e defeitos. Abaixo um exemplo de caso de teste cadastrado na nossa ferramenta.

exemplo de caso de teste

Nosso objetivo é oferecer produtos e serviços para  garantir qualidade e confiabilidade em projetos de desenvolvimento de software, sendo o planejamento, criação e execução de casos de teste, parte primordial das nossas soluções.

Gostou do artigo? Para saber mais entre em contato conosco e saiba de que forma podemos ajudar você e sua empresa na gestão e controle da qualidade de seus projetos.

Compartilhar:
0 Comentários

Deixe seu comentário

Fale AGORA com um de nossos consultores

Comentário adicionado com sucesso